Conheça os Grupos de alimentos que cooperam para uma alimentação saudável

Conheça agora a classificação dos alimentos saudáveis baseada em anos de estudos por profissionais da área da saúde.

alimentação saudável
alimentação saudável

É possível se alimentar bem e de forma saudável independente da sua classe social, o que realmente determina a possibilidade dessa mudança de habito será sua força de vontade, e claro o conhecimento sobre os alimentos mais saudáveis para começar a usufruir dos seus benefícios.

Depois de anos de estudos especialistas na área da saúde classificaram os alimentos em 3 grupos alimentares, que são os alimentos minimamente processados e in-natura, alimentos processados e ultraprocessados.

Para entender melhor a classificação dos alimentos vamos usar três alimentos diferentes, observe abaixo:

  • Minimamente processados ou in natura: Peixe fresco, milho na espiga, abacaxi fresco.
  • Processados: Sardinha enlatada, milho enlatado, abacaxi em calda.
  • Ultraprocessados: Empanado de peixe industrializado, salgadinhos esquines de milho, suco em pó de saquinho sabor abacaxi.

Alimentos minimamente processados e in natura

In-natura: são aqueles que vêm da terra, que tem origem natural como todo o cultivo na agricultura e também animal como gado, suínos e aves são as formas normais de alimentos saudáveis.

Minimamente processados: Alimentos in-natura que não passam por processo ou alteração química para chegar até a nossa mesa estão sujeitos apenas por processos mínimos como colheita, abatimento, limpeza, separação e classificação, secagem, torragem, trituração, moedura, pesagem, fracionamento, embalagem, pasteurização, resfriamento, congelamento e outros processos similares que de forma alguma acrescenta adição de sal, açúcar, óleo, gorduras e qualquer tipo de estabilizante, conservante ou qualquer adição química ao alimento original. 

Exemplos desses alimentos saudáveis que devem ser à base da nossa alimentação: Frutas, verduras, legumes, ervas, grãos, hortaliças, tubérculos, raízes, nozes, chás, café, leite, água, todos os tipos de carne animal, gordura animal e outros.

O famoso cardápio conhecido por todas as classes sociais: arroz, feijão, carne, saladas e frutas, estão entre as opções mais saudáveis de alimentação do mundo, pois fazem combinações de elementos importantes para a nossa vida.

Dica: prefira sempre frutas, verduras e legumes sazonais, pois encontrará com valores acessíveis, plantar e cultivar em casa pequenas hortas e árvores frutíferas é uma boa ideia.

Alimentos processados

São alimentos saudáveis in natura que até chegar a nossa mesa passou por processos mínimos e depois tiveram adição de açúcar, ou sal, óleo, gorduras, estabilizantes, conservantes, enzimas e etc, tudo para torná-los duráveis e mais agradáveis ao nosso paladar.

Alimentos que foram extraídos da natureza por indústrias, a fim de produzir ingredientes culinários que são usados nos preparos das refeições caseiras, de restaurantes e indústria de alimentos. 

Passam pelos processos de: pressão, refino, moedura, utilização de enzimas e aditivos, hidrogenação e hidrólise.

Exemplos desses alimentos que devemos moderar no consumo: Alimentos conservados em açúcar como as frutas em caldas, todos os alimentos conservados no sal como pepino, azeitona, palmito, ervilha, milho verde e também todos os alimentos conservados no óleo como os peixes, além de farinha de trigo, amidos, óleo de soja, açúcar, sais e ainda ingredientes industriais como lactose, proteína de soja, xarope de milho e frutose.

Dica: diminua a consumo usando esses alimentos somente como ingredientes de suas receitas.

Alimentos  ultraprocessados

Produtos industrializados e prontos para consumir, uns precisam ser aquecido ou gelados e outros basta apenas abrir a embalagem para consumir, conhecidos também por fast foods.

Basicamente produtos compostos por corantes, saborizantes, aromatizantes todos artificiais, com pequenas quantidades reais do alimento original.

Na produção de alimentos ultraprocessados é comum o uso total ou parcial de substancias que são:

  • Extraídas dos alimentos como gorduras, óleo, açúcar e amido;
  • Derivadas de constituintes de alimentos como gordura hidrogenada e amido modificado; 
  • Sintetizadas em laboratório usando com base matérias orgânicas como o carvão e o petróleo que são os aromatizantes, saborizantes e corantes.

Passam pelos processos de extrusão, moldagem e pré-fritura ou cozimento, todos os processos tem o objetivo de tornar o alimento durável, acessível, atraente e palatável.

De acordo com os estudos esses alimentos não são nutritivos para o nosso organismo e são responsáveis pelo desencadear de muitas doenças quando consumidos diariamente ao longo de uma vida. 

São dois grupos de alimentos ultraprocessados:

  • Sobremesas e lanches: Pães, bolos, barrinhas de cereais, pizzas, lanches industrializados, sorvetes, batata-frita, refrigerantes, suco de saquinho, bolacha recheada, etc.
  • Produtos pré-prontos: Massas em geral, sopas e macarrões instantâneos, nuggets, hambúrguer, sticks, feijoadas, embutidos no geral, molhos, caldos e etc. 

De acordo com as pesquisas o alto consumo de alimentos ultraprocessados, promove ganho de peso, obesidade e desenvolvimento de doenças não transmissíveis, pois o valor nutritivo é mínimo e o valor calórico é absurdamente alto.

O Problema com o alto consumo de alimentos ultraprocessados é tão grave que já há indícios da criação de políticas públicas para restringir e controlar o consumo desses alimentos que estão causando impactos assustadores não só na saúde e nutrição humana, mas também:

  • Impacto na cultura: Monopolização da marca, embalagem, rótulos, campanhas milionárias que distorcem a gravidade e incentivam o consumo idealizando uma moda ou tendência, promovendo o desejo de consumir e pertencer a essa idealização de cultura moderna e superior.
  • Impacto social: Os ultraprocessados são formulados para se consumir rapidamente, a qualquer momento, tornando desnecessária a preparação, servir a mesa de refeições e o compartilhamento dos momentos entre as pessoas menos importantes. Geralmente são refeições feitas em frente a televisão, computador, mesa de trabalho ou estudo, na rua, dirigindo, falando ao telefone, em fim levando ao isolamento imperceptível, deixando de lado a interação social que tanto mostram em campanhas de publicidade.
  • Impacto ambiental: todos os processos que vão desde a manufatura, distribuição e comercialização dos alimentos ultraprocessados são gravemente prejudiciais ao meio ambiente e dependendo da escala de produção com certeza ameaçam a sustentabilidade do nosso planeta.

Tenha como base de sua alimentação saudável com alimentos in-natura e minimamente processados, modere no consumo dos alimentos processados e evite o consumo de alimentos ultraprocessados.

Faça hortas em sua casa, prefira alimentos orgânicos, carnes frescas e nunca perca o habito de se alimentar na mesa com sua família e amigos, pois esses momentos fazem parte de uma vida saudável.

Caro(a) leitor(a) sua participação é muito importante para nós, deixe seu comentário, curta e compartilhe em suas redes sociais.