Adoçante natural: qual o melhor substituto do açúcar

Compreenda os prós e os contras de usar um adoçante natural, para fazer a escolha certa.

adoçante natural
adoçante natural

Embora as pesquisas mostrem que os adoçantes artificiais podem apresentar riscos à saúde, existem adoçantes naturais que, pelo menos até agora, parecem ser mais benignos, e até trazem benéficos.

Qualquer pessoa que já fez uma dieta com baixo teor de carboidratos e baixo teor de açúcar, provavelmente viu alguns desses adoçantes nas listas de ingredientes.

Porque escolher um adoçante natural?

Essas opções cada vez mais populares são conhecidas como adoçantes naturais porque são derivados de plantas, o que os diferencia dos açúcares artificiais.

Como esses adoçantes têm poucas calorias ou são isentos de calorias, eles também diferem das formas naturais de açúcar, como mel, melaço, agave e xarope de bordo.

Além da falta de calorias, os adoçantes naturais diferem dos açúcares na forma como afetam o corpo.

Os adoçantes naturais não parecem desencadear essa resposta metabólica porque passam diretamente pelo trato digestivo, contêm compostos não-açúcares ou até agem como prebióticos que temperam a resposta glicêmica.

Alguns desses adoçantes podem até mesmo reduzir os níveis de glicose ou insulina.

Não está claro até agora como esses adoçantes afetam seu apetite e, portanto, o número de calorias que você ingere ao longo do dia.

Pelo menos um estudo analisou o efeito do consumo de bebidas adoçadas com sacarose, açúcar artificial , fruta do monge ou estévia e não encontrou diferença na ingestão calórica diária entre os adoçantes.

Tudo isso sugere que eles são opções melhores para a saúde metabólica ou pessoas com diabetes do que adoçantes artificiais ou açúcar comum.

Mais análises nos próximos anos devem nos ajudar a tirar conclusões mais firmes sobre os efeitos de curto e longo prazo desses adoçantes.

Substitutos naturais para o açúcar

O açúcar é um dos ingredientes mais controversos da dieta moderna. Parte do problema é que a maioria das pessoas consome açúcar demais sem saber. Além de causar problemas de saúde, o açúcar vicia. Felizmente, existem muitas maneiras de adoçar alimentos sem adicionar açúcar. 

Stevia

Stevia é um adoçante natural extraído das folhas de um arbusto sul-americano conhecido cientificamente como Stevia rebaudiana.

As folhas de Stevia rebaudiana são repletas de nutrientes e fitoquímicos, por isso não é surpreendente que o adoçante esteja relacionado a alguns benefícios à saúde

Embora a Stevia seja considerada geralmente segura, mais pesquisas atuais são necessárias para determinar se o adoçante natural traz benefícios sustentados para a saúde humana. Foi demonstrado que reduz os níveis de açúcar no sangue e da pressão arterial.

Xilitol

O xilitol é um álcool de açúcar com uma doçura semelhante à do açúcar. O xilitol contém 2,4 calorias por grama, o que é 40% menos calorias do que o açúcar.

O que torna o xilitol uma alternativa promissora ao açúcar é a falta de frutose, principal ingrediente responsável pela maioria dos efeitos nocivos do açúcar. Ao contrário do açúcar, o xilitol não aumenta o açúcar no sangue ou os níveis de insulina

No entanto, muitos estudos em torno do xilitol são controversos, desatualizados ou envolvem roedores. Mais estudos em humanos são necessários para determinar sua funcionalidade total.

Comê-lo com moderação geralmente é seguro, mas o xilitol pode ser altamente tóxico para os cães.

Eritritol

Como o xilitol, o eritritol é um álcool de açúcar, mas contém ainda menos calorias. Com apenas 0,24 calorias por grama, o eritritol contém 6% das calorias do açúcar normal.

Também tem gosto quase igual ao de açúcar, o que o torna uma troca fácil. Seu corpo não possui as enzimas para quebrar a maior parte do eritritol, então a maior parte dele é absorvida diretamente na corrente sanguínea e excretada na urina inalterada.

Portanto, não parece ter os efeitos prejudiciais que o açúcar comum tem. Apesar de sua baixa contagem de calorias, um estudo com estudantes universitários sem obesidade relacionou os níveis sanguíneos de eritritol ao aumento da massa gorda e ao ganho de peso.

O estudo também descobriu que o eritritol desempenha um papel no metabolismo, já que algumas pessoas criam geneticamente mais eritritol a partir da glicose do que outras.

No entanto, não está claro como o consumo de eritritol afeta a composição corporal. O eritritol é um álcool de açúcar que tem gosto quase igual ao do açúcar, mas contém apenas 6% das calorias.

FONTE

Artigo: Artificial sweeteners – a review, Stevia, Nature’s Zero-Calorie Sustainable Sweetener

Publicação: ncbi.nlm.nih.gov

Autores: J Food Sci Technol. 

DOI: 10.1097/NT.0000000000000094, 10.1007/s13197-011-0571-1