Comer doces à noite: olha o que acontece no seu corpo

Você tem o péssimo hábito de comer doces antes de dormir ou de acordar à noite para beliscar um docinho?

comer doce à noite
comer doce à noite

Mesmo depois de comer bem, você tem vontade de mordiscar um pedaço de bolo ou um chocolate que seja? São várias as causas que podem estar na origem dessa vontade de comer doces à noite, e a primeira coisa a fazer para evitar esse tipo de comportamento, é identificar os motivos que o levam a isso.

Durante a consulta com nutricionista, é muito comum o paciente perguntar: “Nutri, comer doce à noite faz mal? Engorda mesmo?”.

Essa questão tem uma razão de existir.

Lembre da sua infância, quando você ia nas festinhas dos amigos da escola ou da vizinhança.

Qual frase você sempre escutava dos pais? Aposto que era alguma coisa assim: “Filho, não toma tanto refrigerante e nem come tanto docinho, porque muito açúcar antes de dormir faz mal”.

Isso ficou na nossa cabeça, ainda que muitas vezes não sigamos essa recomendação.

Portanto, continue lendo, pois ao longo desse artigo você descobrirá o que acontece com seu corpo quando você come doce à noite.

Por que temos mais vontade de comer doce à noite?

Há inúmeras pesquisas que tentam explicar essa vontade louca que temos de comer doce ao anoitecer. Uma delas diz que isso acontece por conta da diminuição do cortisol no organismo durante esse período do dia, pois o corpo se prepara para dormir.

Como é sabido, o cortisol é um hormônio que tem algumas funções, a mais famosa é a participação no controle do estresse. Tanto que quanto maior os níveis de cortisol, mais estressada a pessoa está.

Contudo, ele também exerce um papel importante na regulação dos níveis de açúcar sanguíneos. Grosso modo, ele faz com que o fígado libere açúcar no sangue.

Portanto, se os níveis de cortisol diminuem à noite, consequentemente a quantidade de açúcar no sangue também diminui. Essa diminuição faz o organismo sentir uma saudade enorme do açúcar. Daí vem o desejo de comer doces.

Dessa forma, quanto mais tempo ficarmos acordados, maior será a vontade de consumir alimentos açucarados.

Por outro lado, existe outra explicação bem plausível para esse apetite por doces. Se estivermos com uma alimentação muito restritiva durante o dia ou então com uma dieta pobre em proteínas e fibras alimentares, sentiremos grande fome no período noturno.

Quando estamos com fome, nossa glicemia (nível de açúcar no sangue) está baixa, e adivinha? Iremos querer doces, como sorvete, chocolate e biscoito recheado.

Afinal, por que não é bom comer doce à noite?

Quando comemos doce à noite, acontecem coisas não tão legais no nosso corpo – em suma, essa foi a conclusão de um estudo feito por cientistas americanos e espanhóis.

O estudo conta que a insulina – hormônio responsável por controlar os níveis de açúcar no sangue – não funciona tão bem de noite, como nos outros momentos do dia.

Atenção, não é que ela deixa de funcionar, mas sim que a noite não é o seu melhor momento de funcionamento. Desse modo, há maior chance da glicemia ficar elevada.

Se acontecer frequentemente, por um longo período de tempo, além da gordura corporal aumentar, também aumenta-se as chances de surgir a tão famosa diabetes.

Além disso, uma pesquisa realizada na Universidade de Nova York constatou que excesso de doces à noite atrapalham o sono.

No estudo,  os cientistas separaram dois grupos de pessoas: um grupo com uma dieta bem específica, sem açúcares à noite, e outro grupo com ingestão livre de açúcar.

Os resultados foram os seguintes: aqueles que comeram doces livremente, tiveram um sono mais leve e acordaram mais vezes do que aqueles que não tinham consumido açúcar.

Mas como parar de comer doces à noite?

Beleza, você já sabe que comer doces ao anoitecer não é recomendado, mas como parar com esse hábito?

Existem 4 estratégias que ajudarão muito a diminuir o desejo por doces, não apenas à noite, mas durante todo o dia. Vamos a elas?

1) Tenha uma alimentação focada em proteínas e fibras alimentares

Alimentos ricos em proteínas e fibras alimentares nos dão mais saciedade. Assim, ao sentir menos fome, o desejo por açúcar também diminuirá.

2) Escolha alimentos ricos em triptofano

O triptofano é uma substância que participa ativamente da produção de serotonina e dopamina, dois hormônios que aumentam a nossa sensação de bem-estar e bom humor.

Assim, ao comê-los, você se sentirá melhor e terá menos vontade de comer alimentos açucarados.

O triptofano está presente em alimentos como: ovo, banana, mamão, melancia,  abacate, castanhas, grão-de-bico, chocolate amargo, entre outros.

3) Consuma probióticos

Ter uma boa saúde intestinal ajuda demais a equilibrar o desejo por doce, e os probióticos são fundamentais nisso. Probióticos nada mais são do que “bactérias boas”. Elas são benéficas porque previnem inúmeros males no nosso corpo. Iogurtes, kefir, kombucha são alguns alimentos probióticos.

4) Pratique exercícios durante o dia

Exercícios físicos ajudam a produzir alguns hormônios como a endorfina, que auxiliam o nosso bem-estar. Como já dito, quanto melhor você se sentir emocionalmente, menos vontade terá de comer doce.

Por isso, escolha as atividades que você mais gosta e não deixe de praticá-las.

Conclusão

Nesse artigo você descobriu as razões para não comer doce à noite e as formas de controlar essa vontade.

De 0 a 10, qual é o nível de vício em doce, principalmente à noite? Comente aqui embaixo!