DietaeDicas

Dieta Alcalina: o que é, cardápio e como fazer

Dieta Alcalina
dieta alcalina

Você tem falta de energia, tem dificuldade para digerir? Seu corpo pode estar muito ácido. Você já pensou em começar uma dieta alcalina? Elogiada por muitas estrelas de Hollywood, esta dieta permite que você reequilibre o seu pH, concentrando-se em alimentos alcalinos!

A dieta alcalina é baseada no princípio de que nosso corpo é naturalmente alcalinizante e que é necessário manter seu equilíbrio ácido-básico reduzindo a ingestão dos chamados alimentos ácidos. 

Dores de cabeça, insônia, inchaço ou digestão difícil: todas essas pequenas preocupações podem ser devido ao desequilíbrio ácido-básico em seu corpo. Para verificar se nosso corpo está mais ou menos ácido, é possível fazer um exame de sangue, sabendo que o pH do nosso corpo deve estar entre 7,35 e 7,4.

Essa dieta existe há muito tempo e volta regularmente à moda, como em 2013, quando Victoria Beckham elogiou seus méritos. Desde então, Jennifer Aniston e Gwyneth Paltrow testaram e, acima de tudo, aprovaram.

Como Fazer

Mesmo que nosso corpo seja naturalmente alcalinizante, alimentos industriais (que requerem uma digestão mais complicada e, portanto, mais ácido), estresse e falta de sono podem ser fontes de ácidos e, portanto, perturbar nosso equilíbrio.

Para lutar contra isso, você precisa reequilibrar sua dieta, concentrando-se em alimentos alcalinizantes.

Alimentos Permitidos

  • Frutas e vegetais verdes;
  • Batata e batata doce;
  • Frutas secas;
  • Suco de limão;
  • Quinoa;
  • Especiarias;
  • Ervas. 

 Alimentos para reduzir

  • Carnes;
  • Produtos industriais;
  • Produtos lácteos;
  • Álcool e café. 

Cardápio

Sucos detox
Dieta Alcalina

Você pode iniciar um tratamento Detox ao longo de 14 dias para purificar o corpo. Com uma seleção de ingredientes alcalinos, esta dieta permite um efeito diurético emagrecedor. Veja a seguir como montar um cardápio alcalino.

  • Cereais ou batatas formam sempre o primeiro nível (30 a 35%) do prato, composto por exemplo de quinua, milho, arroz, centeio ou trigo sarraceno. Eles trazem energia.
  • Os vegetais crus, grelhados ou cozidos no vapor constituem o 2º nível (também 30 a 25%) do prato. Fornecem fibras, vitaminas e minerais e são os principais elementos alcalinizantes.
  • Nozes, ervas frescas e sementes formam o 3º nível (20-25%). Mais para digerir, eles irão desacelerar a produção de energia e permitir que ela seja liberada gradualmente.
  • Óleos à base de limão, manteigas, temperos formam o último nível (10 a 15%) e fornecem ácidos graxos essenciais para o funcionamento do sistema nervoso.

Vantagens e desvantagens

Se a dieta alcalina for bem seguida e tivermos cuidado para não eliminar completamente os alimentos ácidos (ainda necessários para um bom equilíbrio alimentar), então ela é benéfica para o corpo e pode até ajudar na perda de peso.

Tenha cuidado, entretanto, para não demonizar os alimentos ácidos, banindo-os completamente! Isso levaria a deficiências.

Resumo: comendo mais verduras verdes e evitando produtos industriais, aqui está uma dieta estelar que, por uma vez, não parece rebuscada! É uma boa maneira de reaprender a comer uma dieta equilibrada.