DietaeDicas

Dieta do alface é saudável ou não?

dieta do alface
dieta do alface

Quem não conhece alface? Um dos vegetais mais consumido no Brasil, é também um dos mais populares do mundo. A alface possui centenas de variedades, o que não é surpreendente, uma vez que é cultivada desde os tempos antigos. Geralmente apreciada em saladas, mas também fica ótima em pratos cozidos.

Sabe aquelas folhas verdes que estamos acostumados a ver no nosso prato assim que planejamos emagrecer? Pois é, a alface é o top dos vegetais quando o assunto é dieta. Isso porque alem de poucas calorias, oferece uma enorme quantidade nutrientes para o corpo e devido sua alta concentração de água, e um vegetal com ótimo efeito diurético. Vamos dar uma olhada mais de perto e ver quais benefícios dietéticos se escondem sob a folha da alface.

A alface desempenha um papel essencial na saciedade. Essa dieta ajuda emagrecer graças ao seu conteúdo de fibra, segundo o Journal of the American Dietetic Association, a alface ajuda a acalmar a fome e reduzir o valor calórico geral da refeição em cerca de 12%.

Mas lembre-se, para obter o efeito saciante da alface é importante consumi-lo no início da refeição. 

Principais benefícios desta dieta

Com uma riqueza nutricional incomparável. Leve e refrescante, repleta de minerais, vitaminas e nutrientes essenciais. A alface é uma fonte essencial de ácido fólico (vitamina B9), que desempenha um papel fundamental na renovação de todas as células do corpo.

Graças ao seu teor de fibras, a alface é um alimento com forte poder saciante e com um mínimo de calorias. Um dos maiores motivos de sempre estar presente em cardápios de dietas.

A alface regula as funções digestivas, promove a digestão e o trânsito. Se você tem tendência à constipação, é melhor consumir alface à noite para facilitar o descanso e a evacuação do intestino na manhã seguinte.

Tem demonstrado efeitos benéficos contra a retenção de urina e o ingurgitamento visceral. Acalma a inflamação dolorosa do fígado, vesícula biliar e intestinos.

  • Muito baixo em calorias;
  • Poder antioxidante;
  • Promove saciedade;
  • Rico em água;
  • Fonte de fibra dietética macia.

Como é feita a dieta?

Como parte desta dieta, abusamos das saladas, sucos, sopas, e folhas de alface. Temperaremos nossa salada apenas com um pouco de vinagre balsâmico e limão, e a polvilharemos generosamente com ervas aromáticas como cebolinha, manjericão, cerefólio

Dependendo se você consumir as folhas verdes externas ou o coração bastante branco, você não terá o mesmo valor nutricional. Portanto, é preferível consumir tanto um como outro para desfrutar de todos os benefícios para a saúde e virtudes da alface.

Cardápio com receitas básicas de salada

Pode-se comer na salada, mas também no refogado ou na sopa. Por coincidência, seus antioxidantes são mais bem absorvidos quando combinados com uma fonte de gordura, como um óleo de nozes ou azeite de oliva.

Café da manhã

  • 1 xícara de chá sem açúcar;
  • Rolinhos de alface com atum e abacate: folhas de alface, 1 lata de atum, 2 abacates (misture o atum com o abacate em cubos, a cebola picada, limão e sal. Coloque esta preparação sobre as folhas de alface e enrole bem e segure com um palito.

Almoço e jantar (uma das opções de salada)

  • Salada de salmão: alface de cordeiro e fatias de salmão defumado, com um fio de azeite e limão.
  • Salada vegetariana: alface romana e roxa, agrião, tomate e pimentão, lentilha, nozes e toffu, para temperar: orégano seco, vinagre de vinho e azeite.
  • Salada dietética: em prato único, alface roxa, tomate, feijão verde, pepino, proteínas (presunto, frango ou atum), com vinagrete light (iogurte natural, mostarda, sal e pimenta).
  • Salada de atum: alface, tomate, 1 lata de atum e cebola verde cortada em pedaços, tempere com azeite, suco de 1/2 limão e bem pouco sal.
  • Salada de arroz: 50g de arroz frio, 1 tomate, 1 fatia de bacon defumado, folhas de alface, cebolinhas, salsa, pimenta e sal.

Lanches (ou sempre que sentir fome)

  • Suco verde de alface.

Boa fonte de fibra dietética  

Cada variedade de alface contém uma quantidade diferente de fibra, da qual cerca de 15% a 35% se encontra na forma solúvel. A alface romana é a mais rica, seguida pela alface iceberg e Boston. As fibras solúveis são bem conhecidas por seus efeitos benéficos sobre os lipídios do sangue; as da alface têm certo poder hipocolesterolêmico.

Alface é rica em vitaminas e minerais

A alface é um vegetal muito digerível, que fornece 15 kcal / 100 g quando crua, um pouco menos quando cozinhada. É especialmente rico em vitamina B9, vitamina C e B3, mas também em potássio, fósforo, magnésio e cálcio. É fortemente recomendado em dietas de baixa caloria, porque sem somar peso na balança, é possível adquirir nutrientes essenciais.

Um excelente calmante para dormir

Uma das propriedades mais interessantes da alface, e provavelmente uma das menos conhecidas, é que ela atua como um sonífero natural. Com efeito, mesmo que em menor quantidade que a variedade silvestre, a alface silvestre (Lactuca virosa), a alface convencional também possui lactucário, substância semelhante ao ópio, sem apresentar os inconvenientes da toxicidade. 

Esta substância confere à alface suas propriedades calmantes e a torna um remédio muito eficaz em casos de insônia, mas também incontinência urinária, dor nevrálgica, palpitações cardíacas, tosse nervosa e excitação.

Para beneficiar destas virtudes da alface, podemos certamente consumir boas quantidades em saladas (por exemplo, temperadas com vinagre de cidra), de preferência durante a refeição da noite.

Saiba como fazer a receita do suco de alface para dormir bem.