Emagreça se divertindo: aproveite o verão para fazer Aquarunning

A modalidade aquarunning é uma tendência que está cada vez mais sendo incorporando em ginásios, piscinas, academias e universidades algo que já era comum há muitos anos implementado em clubes esportivos profissionais.

aquarunning, como fazer, cardápio, calorias, receitas, pdf, emagrece mesmo, alimentos permitidos, frutas proibidas, depoimentos, original , antes e depois, relatos

Se você é desses corredores que não perde por nada uma corridinha aqui e ali (seja a da cidade ou aquela entre amigos) e sonha com uma maratona (“São Silvestre, aí vou eu”), mas, de repente, começar a sofrer um desgaste de joelhos... Bem, não se desespere porque nem tudo está perdido para você. Não mesmo. Talvez seja hora de você olhar para outras alternativas como, por exemplo, o aquarunning (a corrida dentro da água).

Correr é bom para manter a dieta e os exercícios são preferencias a quem deseja não se entregar ao efeito sanfona, por exemplo, mas já pensou se você pudesse continuar a correr mas em uma superfície sem tanto problemas para o corpo como o asfalto? O impacto sofrido pelo organismo quando uma corrida é executada em uma superfície tão resistente pode afetar as articulações de suas pernas, quadris e costas.

Portanto, os especialistas recomendam outras superfícies para treinar que não a corrida no asfalto como o trailrunning (). Mas, ainda assim, o impacto é grande e por isso têm surgido muito interesse no aquarunning para pessoas que querem perder peso e até corredores mais experientes que querem não sentir tantos problemas nas articulações..

Do que se trata?

A modalidade aquarunning é uma tendência que está cada vez mais sendo incorporando em ginásios, piscinas, academias e universidades (algo que já era comum há muitos anos implementado em clubes esportivos profissionais, ja que atletas que correm ou fazem outros tipos de atividades também treinam corridas dentro da piscina para testaram intensidade, velocidade e até melhoria da massa muscular que, sofre menos atrito com a água, mas demanda do atleta um esforço maior para se mover estando com o corpo submerso).

Fazer aquarunning melhora a circulação, reduz o impacto sobre as articulações e prevenir lesões que são possíveis em outras superfícies. E, acredite se quiser, aquarunning é um exercício muito mais intensivo que outros porque exercita a musculatura corporal, ajudando a eliminar gorduras em excesso das pessoas, em menos tempo: o que se faz dentro da água por 15 minutos é igual a uma hora de corrida em terra.

Isto significa que o stress e o esgotamento de estamina para executar os movimentos do corpo em água é muito menor, mas rende resultados de forma muito maior e mais visível. Além disso, a resistência aeróbia desenvolve mais em menos tempo, o que eu tenho certeza que você, se precisa emagrecer com saúde, irá apreciar muito quando iniciar este tipo de exercício. O aquarunning gera a formação do hábito de correr e melhora a saúde evitando riscos de doenças cardiovasculares.

Ele é muito mais adequado a quem quer perder peso se você aliar o esporte às atividades chamadas HIIT (High Intensity Interval Training) – em português, algo como “Treino Intervalado de Alta Intensidade”. Estas atividades propõem um quadro de treinos e exercícios muito efetivos na queima de gorduras e definição muscular.

O HIIT melhora a capacidade que o corpo humano tem de oxidar a glicose e também a gordura, possibilitando assim a mescla de intervalos curtos muito intensos e puxados de um exercício que requer mais esforço cardiovascular com intervalos de intensidade mais moderadas ou até baixos (dando a possibilidade de descanso temporário e recuperação). Seu corpo irá agradecer se você conseguir perder peso, causar menos impacto nas articulações e ainda se divertir dentro da água neste verão que promete ser um dos mais quentes.

Dicas para praticar aquarunning:

O aqurunning é, sem dúvida, uma boa maneira de manter a forma, não só no verão, mas durante todo o ano. As vantagens deste tipo de formação são muitas, mas, por vezes, os corredores e pessoas que querem perder peso não sabem por onde começar.

Se você quer conhecer e desfrutar de um sistema de formação simples de manter em sintonia em sua piscina, e manter a forma, siga estas dicas – sempre depois de se aquecer antes por cerca de 5-10 minutos.

O tempo do exercício:

Um clássico que sempre vem à mente quando estamos realizando exercícios é fazer 5 conjuntos de 5 minutos para cada atividade, como uma taxa média. A mesma coisa acontece na piscina: a média de intensidade é executada por meio de corridas de aquarunning durante 5 minutos e um descanso de 1 a 2 minutos. Depois é só repetir até chegar a 5 conjuntos de atividades de corrida (rápida, compassada, com peso, sem peso, etc.).

Séries curtas:

Na superfície, em terra firme, é muito fácil aumentar o ritmo e inclusive a meta da corrida dizendo que a próxima árvore ou próximo poste é o limite entre uma pequena série de corrida e outra. Já na piscina é preciso adaptar a um espaço único e limitado que te fará repetir tudo e tudo de novo dentro ambiente. A piscina terá que guiá-lo com os elementos que você tem que prestar atenção e ter como referências: as bóias, a escada ou a pintura interna.

Grupo de colegas, familiares ou até estranhos (que virarão seus amigos)

Encontrar vários aquarunners como você e ficar com eles em um único espaço e tendo um deles como líder do grupo. O primeiro líder tem que puxar o resto, dentro da água, para uma corrida mais intensa, mas por um curto período de tempo. Depois é preciso ir trocando de líderes para, além de revezar, conseguir ter pique e energia suficiente para ir até o fim do treino de pele menos 20-25 minutos seguidos.

O hábito da alimentação fora da piscina:

Não jogue na piscina toda a responsabilidade por seu peso e pela forma descuidada que come fora dela. Alimente-se de forma saudável e, caso pise na bola uma vez ou outra, se acalme, volte à sua rotina e respeite seu corpo. E só em último caso reforce os exercícios dentro da água e ainda assim não ultrapasse 45 min. seguidos porque o corpo é muito suscetível à lesões e estiramentos (mesmo na piscina).