DietaeDicas

Melatonina: o que é, para que serve e efeitos colaterais desse hormônio do sono

Melatonina
Melatonina

A melatonina está naturalmente presente no corpo e ajuda a regular o relógio interno do ciclo sono-vigília. Tem implicações múltiplas em muitas funções do nosso corpo, mas seu principal efeito continua sendo sob o sono. A melatonina decide quando adormecer.

A melatonina é um hormônio produzido em uma pequena estrutura em nosso cérebro chamada “glândula pineal”. Sua principal função é fornecer referências temporárias ao nosso corpo, por isso é essencial para a regulação circadiana do nosso sono. 

A melatonina é produzida durante a noite no cérebro a partir da serotonina mas também existe na forma de medicamentos ou suplementos alimentares. Esse hormônio sintético, é cada vez mais popular contra os distúrbios do sono. Mas deve ser prescrito com sabedoria e não é adequado para todos.

A melatonina é um hormônio naturalmente produzido pela glândula pineal. Sua estrutura é semelhante à da serotonina. Fisiologicamente, a secreção de melatonina aumenta logo após o anoitecer, atinge o pico entre 2 e 4 da manhã e diminui durante a segunda metade da noite. A melatonina participa do controle dos ritmos cronobiológicos e da regulação do ritmo diurno e noturno. Também está associado a um efeito hipnótico e uma maior propensão para dormir.

Acredita-se que a atividade da melatonina nos receptores MT1, MT2 e MT3 contribua para suas propriedades de facilitação do sono, uma vez que esses receptores (principalmente MT1 e MT2) estão envolvidos na regulação dos ritmos cronobiológicos e do sono. 

Para que serve

A melatonina é o hormônio que regula os ritmos cronobiológicos liberando outros hormônios dependendo da hora do dia ou da noite. A produção de melatonina causa a necessidade de dormir. Também participa do bom funcionamento do nosso termostato, do nosso sistema imunológico, do nosso apetite e da regulação do açúcar no sangue. Ajuda a adormecer e é utilizado em certos medicamentos e suplementos alimentares. Saiba mais sobre os motivos da falta de sono.

A melatonina desempenha muitas funções em nosso corpo

  • Regula nosso ciclo vigília / sono: a produção de melatonina dita seu ritmo ao cérebro.
  • Promove o sono: à noite, a produção desse hormônio sinaliza ao cérebro que é hora de dormir.
  • Possui propriedades antioxidantes: portanto, é um aliado anticancerígeno e antienvelhecimento.

Indicações e efeitos colaterais

É recomendado para promover o adormecimento e um sono mais repousante. Tem a vantagem de não causar dependência, ao contrário dos remédios para dormir.

No entanto, medicamentos e suplementos alimentares à base de melatonina podem ser perigosos para certas pessoas. Estudos verificaram casos de efeitos adversos após melatonina. Por este motivo, até então o consumo de melatonina na forma de suplemento alimentar ou remédios eram submetido à orientação de um médico. 

Alguns sintomas relatados após o uso de melatonina incluem: dor de cabeça, tontura, sonolência, pesadelos, irritabilidade, bem como distúrbios neurológicos (tremores, enxaquecas) e gastroenterológicos (náuseas, vômitos, dores abdominais).

Para pessoas que sofrem de doenças inflamatórias ou autoimunes, mulheres grávidas e lactantes, crianças e adolescentes, não é recomendado consumir melatonina na forma de suplementos alimentares. O mesmo se aplica às pessoas que realizam uma atividade que exige vigilância constante e pode representar um problema de segurança em caso de sonolência. Além disso, o conselho médico é recomendado para pessoas com epilepsia, asma, que sofrem de transtornos de humor, comportamento ou personalidade, ou após tratamento com drogas.

Riscos e perigos

A melatonina pode ser obtida como suplemento alimentar, sem receita a partir de outubro de 2021, conforme a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Antes disso, era vendido somente em farmácias de manipulação, sob a apresentação de receita médica. Porém mesmo em suplementos, só é indicado para pessoas com 19 anos ou mais.

Não é recomendável comprar melatonina na Internet. Prefira a compra em farmácias. E sempre, é preferível consultar o seu médico ou nutricionista antes do uso.