DietaeDicas

Tesofensina: para que serve, bula , efeitos colaterais e depoimentos

Tesofensina
tesofensina

Com a sua proibição devido aos efeitos colaterais, a Tesofensina para emagrecer vêm ganhando a credibilidade do público devido aos seus benefícios na perda de peso, mesmo tendo efeitos parecidos com os da sibutramina.

As indústrias de remédios para emagrecer inovaram e lançaram este medicamento que era usado para tratamento de Alzheimer e Parkinson, inibindo a receptação de dopamina, serotonina e noradrenalina. A pílula Tesofensina é prova do estudo mundial de muitos pesquisadores sobre a cura da obesidade, que é um dos problemas mais frequentes de doenças atuais.

Lembrando que nao se trata de medicamento para saciedade da fome (inibidor de apetite) forte.

Bula

A tesofensina causou elevações dependentes da dose nao informadas na bula, na freqüência cardíaca, com aumentos significativos na pressão arterial na dose mais alta testada. Os resultados positivos iniciais sugerem que a tesofensina pode ser um tratamento de longo prazo bem tolerado para a obesidade, com efeitos cardiovasculares mínimos.

Essa visão parece ser compartilhada pelo FDA, que recentemente endossou o programa de teste de fase III para o agente. com aumentos significativos na pressão arterial na dose mais alta testada.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais, parecidos com os de outros remédios são a boca seca, náusea, insônia e aumento da pressão arterial. Portanto, hipertensos não devem tomar o remédio, nem pessoas que gostam de exagerar na dose de Tesofensina para emagrecer iludindo-se com a idéia de melhor efeito.

As grávidas estão proibidas de tomarem o medicamento, que pode causar alterações no feto. O médico deve ser acionado para melhor orientação da pessoa que for tomar a Tesofensina para emagrecer.

Depoimentos

Os resultados positivos iniciais sugerem que a tesofensina pode ser um tratamento de longo prazo bem tolerado para a obesidade, com efeitos cardiovasculares mínimos; essa visão parece ser compartilhada pelo FDA, que recentemente endossou o programa de teste de fase III para o agente. com aumentos significativos na pressão arterial na dose mais alta testada.

Referências Bibliográficas

  • https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19777399/