8 Remédios para Emagrecer Liberados pela Anvisa

Veja 8 medicamentos para ajudar no seu emagrecimento!

remédios para emagrecer liberados pela anvisa
8 Remédios para Emagrecer Liberados pela Anvisa

A maioria dos medicamentos são vendidos apenas com prescrição médica. E vale ressaltar que por causarem vários efeitos colaterais, não é qualquer pessoa que pode adquiri-los.

De acordo com as orientações, somente pessoas com índice de massa corporal (IMC) de 30. Ou com IMC 27, desde que tenham doenças relacionadas com a obesidade.

8 Remédios liberados pela Anvisa - Naturais - Manipulados - Controlados

Compreender e modificar suas atitudes alimentares é fundamental para perda de peso. Mas para algumas pessoas, isso não é suficiente, por isso acabam procurando um remédio químico para emagrecer como uma solução mais eficaz e duradoura.

A maioria dos profissionais de saúde concordam que o método mais saudável para perder peso é fazer exercícios regulares e uma dieta bem equilibrada de porções moderadas de alimentos saudáveis em relação a remédio para emagrecer rápido. A melhor maneira de perder peso é lentamente, perder um ou dois quilos por semana é viável e seguro, e fica mais fácil de manter os resultados.

Em primeiro lugar, se queremos falar sobre comprimidos para perda de peso é necessário fazer uma distinção entre medicamentos e suplementos. No primeiro caso, tais produtos só podem ser comprado em farmácias, normalmente sujeitos a prescrição. O segundo, estão à mercê de todos, em lojas de produtos saudáveis, alguns shopping center, na internet e na mesma farmácia.

Cada tipo de fármaco age de forma diferente no organismo, sendo os mais vendidos porque de certa forma, provaram alguma eficiência. Atualmente, os medicamentos aprovados para fins de emagrecimento são:

1. Anorexígenos

Os medicamentos anorexígeno agem como inibidor de apetite, induzindo à aneroxia. E por causarem efeitos colaterais perigosos, são vendidos somente com prescrição.

2. Sacietógenos

Os medicamento sacietógenos atuam no sistema nervoso central, agem nos neurotransmissores, dopamina e noradrenalina. Seu principal efeito é a redução do apetite. Como exemplo podemos citar a Sibutramina.

3. Sibutramina

A Sibutramina age no cérebro, reduzindo a fome, por isso é considerada um supressor do apetite. No entanto é prescrita somente para pessoas com obesidade ou com doenças ligadas ao excesso de peso.

4. Xenical

O Xenical atua diretamente sobre o metabolismo da gordura, ajudando a impedir sua absorção e eliminado-as nas fezes. Portanto, quando tomar este medicamento, pode observar fezes gordurosas.

5. Orlistat

O orlistat ou Orlistate age reduzindo a absorção da gordura, e eliminando-a pela evacuacao. Tal ação, provoca efeitos como flatulência, fezes oleosas e urgência fecal, especialmente após a ingestão de alimentos ricos em lípidos particularmente.

6. Saxenda

O Saxenda é um medicamento injetável vendido somente com prescrição, seu principio ativo chamado de Liraglutida imita um hormônio produzido naturalmente pelo corpo, que regula o apetite, conhecido como GLP-1.

7. Quitosana

A quitosana é uma fibra que absorve gordura. Ela tem a capacidade de interagir com a gordura do sistema digestivo, limitando assim a sua absorção. Assim, pode ser um complemento eficaz para ajudar na perda de pesoou para estabilizá-lo.

8. Hydroxycut

Age como acelerador metabólico que estimula a queima de gordura e também como um inibidor de apetite, no entanto, devido seus efeitos colaterais foi proibida nos EUA e no Brasil a venda é controlada.

Outro muito famoso é a Liraglutida que também tem sua venda controlada como todos fármacos para emagrecer.